FAQ

Porquê o Liechtenstein, Malta ou Estónia?

Todos os três estados são membros do Espaço Económico Europeu (EEE), parcialmente na União Europeia (UE). A vantagem é que todos estes estados defendem uma estratégia legislativa blockchain extremamente inovadora, estando mais abertos a novas tecnologias do que outros estados europeus.

Como são utilizadas as receitas provenientes da venda de DES-utility tokens?

O orçamento para o desenvolvimento disponibilizado, proveniente da venda de tokens, é gerido com base num fundo fiduciário e utilizado orientado para o objetivo do projeto. O projeto DES Coin reserva-se direito de investir capital excedentário sob responsabilidade própria como capital empresarial, de forma a reduzir os custos do desenvolvimento através de receitas de juros. Isto não corresponde a uma forma de investimento considerada contratada, ou seja, efetuada em nome de terceiros. Trata-se de uma gestão interna de capital próprio. O objetivo de qualquer investimento é gerar um sistema económico sólido através do desenvolvimento da área de atividade e de participações estratégicas. Tal é necessário para que, com auxílio de um mercado de teste escalado, o produto DES COIN consiga alcançar a sua plena maturidade de aplicação em série. Para a proteção dos consumidores finais integrados no mercado de teste, é necessária uma reserva de capital sólida.

O que acontece com os DES-utility tokens (DES UT) emitidos na ICO?

No final da ICO e com o GoLive do DES Exchange V2, os DES UT são trocados por DES Governance tokens (DES GT). A troca faz-se com base na fatorização acordada no PerICO ou ICO. O DES GT será necessário como backup para Masternodes.

Quais são as taxas de transações na rede DES Coin?

Por norma, as taxas são claramente mais baixas que no sistema monetário FIAT. Para além disso, depende se se trata de uma "Transação privada" ou uma "Transação pública". Os custos de uma transação privada vão situar-se nos 0,05% do volume de transação, ao passo que a transação pública se irá situar nos 0,01% do volume de transação. Um limite superior da taxa de transação está planeado, mas ainda não foi implementado - estão planeados 5 DES Coin como taxa máxima.

Que algoritmo de consenso é utilizado pela DES Coin?

Devido às fortes premissas da elevada velocidade de transação e da utilização de energia eficiente em termos de recursos, o projeto decidiu-se pelo consenso "Proof of Authority" (PoA).

Como funciona o processo de consenso DES Coin "Proof of Authority"?

Em geral, no PoA, o bom nome do operador do Masternode é dado como garantia da correção do processo de transação. O PoA é um desenvolvimento do Proof of Stake (PoS), este garante a correção dos dados exclusivamente através de uma injeção de capital (Stake). O DES Coin Masternote é, em particular, uma solução PoA que, como condição de operação, prevê adicionalmente um depósito no DES GT.
No entanto, o depósito não precisa ser feito inteiramente pela Authority, podendo também ser feito por investidores. Estes disponibilizam à DES GT o depósito em falta para a operação do Masternode e, como contrapartida, vão ter uma participação no retorno. Isto resulta em duas frações para o operador de um Masternode. A Authority opera ativamente os Masternodes e garante a segurança técnica operacional e a disponibilidade. Os contribuidores de capital como investidores estão envolvidos passivamente no retorno através da contribuição de DES GT. A Authority e os contribuidores de capital formam uma comunidade de interesses simbiótica.

Quem pode operar um DES Coin Masternode?

Graças à responsabilização por parte do sistema por dados de transação corretos no processo de consenso PoA, aplicam-se requisitos especiais ao operador Masternode. Estes referem-se não só às capacidades técnicas, mas também pressupõem uma forte ligação ao projeto e fiabilidade. Além disso, a Authority é responsável pela contribuição perante os contribuidores de capital.

Qual é a relação de participação entre a Authority e os contribuidores de capital?

Devido à complexidade técnica da Authority e da responsabilidade pelo Masternode, a Authority recebe 1/6 das receitas. Os restantes 5/6 são distribuídos pelos contribuidores de capital de acordo com o montante dos depósitos.

Quantos Masternodes vão existir na rede DES Coin?

Na rede DES Coin estão previstos 1000 Masternodes.

Quantos Masternodes podem ser operados por pessoa singular/coletiva?

A utilização está limitada a 5 Masternodes; isso garante um mínimo de descentralização na confirmação da transação. Além disso, no PoA, a gestão de Authorities é de crucial importância para garantir a segurança e fiabilidade da rede.

O que sucede se o sistema Masternode tiver atingido a sua capacidade máxima?

Quando é atingida a capacidade máxima, o número é duplicado, para tal reduz-se a metade o limite de depósito Masternode. Cada um que opera um node (nó) poderá operar apenas 2 nodes. Em alternativa, pode alienar-se o direito de operador do node adicional a pessoas apropriadas.

Como está estruturado o sistema de prémios DES Coin Masternode?

O DES Coin Masternode recebe subsídios de duas fontes; por um lado, das taxas de transação, e por outro lado, também das mais-valias DES DAO da emissão DES Coin. Desta forma, 80% das taxas de transação da rede DES Coin são distribuídos pelos nodes. A atividade do node será tomada em consideração ao efetuar o pagamento de dividendos. Além disso, 15% das mais-valias da DES DAO serão utilizadas como prémio para os Masternodes.

Porque é que o sistema de prémios é fornecido a partir de duas fontes?

Por norma, aplica-se o provérbio "Dificilmente se consegue apoiar apenas sobre uma perna!“ Para garantir uma operacionalidade estável da rede Masternode é importante que a motivação económica dos operadores de nodes (nós) não dependa exclusivamente das atividades de transação da rede. Graças à participação nos ganhos está garantida a motivação em se manter, mesmo em tempos em que exista uma baixa atividade de transações na rede.

Que vantagens adicionais traz o sistema de prémios de duas partes?

Devido à possibilidade de retirada a partir de duas fontes é do próprio interesse dos participantes do sistema promover o DES Coin e promover a adaptação. Se aumentar o número de detentores DES Coin, também aumenta tanto o número de transações como também o capital que rende juros. Estes fatores fazem aumentar a cotação DES Coin e é colocado em marcha um mecanismo autofortalecedor que permite obter mais-valias para todos os participantes – detentores DES Coin & operadores de Nodes.

Quão rentável é a operação de um DES Coin Masternode?

De acordo com o estado atual dos cálculos, presumimos uma rentabilidade de 5% a 8% a partir das taxas de transação. Esperamos uma percentagem de retorno entre 3% e 25% das receitas dos mercados de capital. Esta extrapolação relativamente imprecisa baseia-se principalmente na insegurança dos seguintes fatores: nível de investimento no DES Coin, evolução dos preços, receitas dos mercados de capital da quota Masternode e alguns outros fatores de input. No entanto, pode dizer-se que, geralmente, o lucro Masternode aumenta com o sucesso e a adaptação progressiva.

Qual o investimento necessário para um Masternode?

Para operar um DES Coin Masternode é necessário um investimento total de um milhão de DES GT. Este pode ser fornecido inteiramente pela Authority enquanto operador ou completado pelos contribuidores de capital. Enquanto Authority é no entanto recomendável que garanta no mín. 10% do investimento, de modo a representar uma relação de confiança estável relativamente aos investidores DES GT, graças a um envolvimento financeiro suficiente grande com o projeto.

Quantos DES GT estão disponíveis?

Estando disponíveis no máximo 1000 Masternodes, com um investimento de 1 Milhão de DES GT por Node resulta num volume total de 1 bilião de DES GT

Porque é que o investimento total é tão elevado?

A análise do montante do investimento é relativa e está ao nível de DASH. Para além disso, é necessário ter em consideração que os sistemas de prémios DASH e DES Coin Masternode são fundamentalmente diferentes.

Qual o valor das taxas de negociações do DES Exchange?

A estrutura de custos do DES Exchange depende dos emparelhamentos de intercâmbio. No emparelhamento de intercâmbio de FIAT / DES não existem custos de transação. Os emparelhamentos DES / BTC, DES / ETH e DES / LTC cobram uma taxa de 0,05% do volume de intercâmbio.

Para que é utilizada a taxa de negociação?

A taxa de negociação é cobrada para cobrir custos correntes do intercâmbio, despesas com marketing e realizar gratificações de vendas. O valor da taxa pode ser adaptado com base nas situações de mercado ou situações ambientais não influenciáveis. Para promover o DES Exchange, a taxa de negociação é posicionada conscientemente acima do nível das taxas de negociação regulares. Isto pretende motivar os utilizadores a executar processos económicos reais em -DES-utility tokens e minimizar o risco de campanhas "pump&dump".

É possível devolver a coin?

O proprietário dos DES GT pode vendê-los a outros interessados na bolsa prevista para o efeito. Não existe nem nunca existiu um direito de devolução à DES-Capital Technologies Limited. O projeto DES reserva-se o direito de readquirir o DES-utility token por motivos económicos e estratégicos.

O que significa "FixValue"?

O valor por trás da DES COIN não é fictício, baseia-se em diferentes formas de investimento. Estes valores são investidos, de forma orientada para o lucro, por gestores de bens selecionados. O FixValue reflete o valor com que cada DES Coin pode ser comprado de volta aquando da resolução da DES DAO. Esta base de valores atenua flutuações da cotação e oferece, sobretudo a empresas, maior segurança para transações seguras com a DES COIN. Desta forma, a DES COIN é, até agora, também a única moeda de blockchain que consegue fundamentar o seu valor com base em ativos tangíveis; em semelhança à avaliação de empresas na bolsa



Descrição de termos e abreviaturas utilizados



Blockchain

A blockchain corresponde a uma lista encadeada de conjuntos de dados que é armazenada de forma descentralizada e protegida por processos criptográficos. A blockchain pode, portanto, ser comparada a uma base de dados transparente: num género de "extrato bancário digital" estão registadas todas as interações, que podem ser consultadas por todos os membros da rede e não podem ser modificadas posteriormente. Com este processo, a blockchain permite uma transparência e segurança nunca antes existentes entre as diferentes partes da transação.

Coins

Os termos coins e criptomoedas podem muitas vezes ser utilizados como sinónimos. Exemplos disto são Bitcoin e Ethereum. Contrariamente aos token, as coins têm as suas próprias blockchains. Um token será baseado na blockchain de uma coin (maioritariamente baseado na Ethereum, como também o token REME). Tal como as coins, também os token são maioritariamente negociados numa bolsa (Exchange) após a ICO. Assim, do ponto de vista prático, para o utilizador não existe praticamente diferença entre uma coin e um token. É por isso que, neste documento, os termos coin e token são utilizados como sinónimos.

Princípio Know-your-Customer (KYC)

Pela especificação de conceito Princípio Know-your-Customer (KYC) entende-se a verificação dos dados pessoais e os dados da empresa de clientes novos para prevenir a lavagem de dinheiro e financiamento de terrorismo com base na diretiva anti-lavagem de dinheiro da UE. A especificação de conceito Princípio Know-your-Customer traduzida livremente do inglês significa "Conhece o teu cliente"

Em caso de pessoas singulares é necessário registar, em particular, o tipo de atividade profissional e a finalidade da relação comercial. Em caso de pessoas politicamente expostas (os chamados "PEPs") também é necessário registar a sua função e o local de exercício. Em caso de pessoas coletivas é registado entre outros o tipo de sociedade, atividade, setor, código do setor, quantidade de colaboradores, estrutura de propriedade e estrutura de empresa, assim como, os indicadores financeiros mais importantes. Em geral, é necessário clarificar a origem de dinheiros e bens. Também os detalhes da relação planeada com clientes, tais como, volume ou tipos de operações de pagamento têm de ser registados. Também devem ser documentadas todas as pessoas envolvidas na criação do KYC, assim como, alterações posteriores no documento KYC.

Do teste geral, podem ser excluídos "Pequenos clientes padrão" que não pretendem fazer negócios extr. amplos nem extr. extraordinários.

Se os regulamentos específicos não forem respeitados, a empresa corre o risco de multas graves, sentenças de prisão para empregados executivos ou mesmo a revogação da licença de negócio. Além disso, não deve subestimar o risco para a reputação. De acordo com a classificação e o volume de transação são forçosamente necessários diferentes níveis de profundidade KYC

ICO

Initial Coin Offering (ICO) é parecido com o termo da IPO (Initial Public Offering ou oferta pública inicial planeada). A diferença é que na ICO se adquire coins ou token em vez de ações de uma empresa (títulos). Com a aquisição das coins ou tokens pretende-se financiar o respetivo projeto em semelhança a uma crowdfunding.

DES

DES é constituído pelos termos "digital", "equivalent" e "stabilized" e reflete a principal mensagem de uma criptomoeada estabilizada através de um contravalor.

Token

Token são unidades de cálculo digitais, que foram criados com base numa blockchain ou criptomoeda já existente (por exemplo, Ethereum). A maioria dos token – como também dos DES-utility token – utilizam a Ethereum-Blockchain para a implementação. Os token podem servir para diversos fins e apresentar uma funcionalidade versátil através da programação dos assim chamados "smart contracts" (contratos inteligentes.

DES-Utility Token (DES-UT)

Necessário para o desenvolvimento da DES-Coin final, assim como da infraestrutura e dos mercados necessários. O utility token baseia-se no padrão Ethereum ERC20.

DES Governance Token (DES GT)

Após a ICO bem sucedida, o DES Utility Token será convertido no DES GT com o respetivo bónus. O DES GT forma o depósito de segurança no DES Coin Masternode.

DES Coin (DES-C)

Representa o produto final, uma nova moeda virtual. Deve ser vista como a próxima geração de moedas baseadas em blockchain. O DES Coin baseia-se no quórum de projeto J.P. Morgen Blockchain, que representa um Ethereum Fork.